31 de julho de 2015

ARTESÃOS BUSCAM SE RECICLAR PARA MELHOR DESEMPENHAREM SUAS ATIVIDADES.

O associativismo vem sendo um marco na cultura varzealegrense onde grupos de artesãos se organizam e passam a desempenhar suas habilidades nas feiras e eventos realizadas em todo o estado do Ceará e as vezes em estados circunvizinhos.

Um exemplo de desenvolvimento artesão está concentrado no sítio São Vicente onde aquela comunidade recebeu o articulador José Marcílio dos Anjos que tem um gosto espetacular pela arte do artesanato e não poupou tempo para reunir adeptos para praticarem belos trabalhos artesanais.

E o forte doo artesãos está contido na unidade dos artistas no empenho e na busca pelo espaço que muitas vezes é ofuscado aparecendo de forma tímida. Porém os artesãos não medem esforços e buscam a qualquer preço seu cantinho nos eventos feiras festas de padroeiros dentre outros veículos que possam mostrar o trabalho dos mesmos.

E como a unidade e parceria é quem predominam para o crescimento dos artistas e seus trabalhos eles vão trilhando seus caminhos e assim tem feito a  Associação de Integração e Desenvolvimento, Social Sustentável - Asidess Várzea Alegre, que realiza juntamente ao SEBRAE, o programa Brasil original.

Com intuito de aperfeiçoar e aprimorar o artesanato cearense, proporcionando desenvolvimento da coleção voltada as raízes da terra, onde virá a auxiliar os artesanato para criação de novas peças sem perder a sua originalidade e cultura.


A Asidess faz agradecemos aos facilitadores, a designer Sámia Ayres e suporte de Epitácio Mesquita.

MALA É ACHADA EM MESMO LOCAL DE DESTROÇO DE AVIÃO EM ILHA NO ÍNDICO

Johnny Begue, integrante de uma associação de limpeza do litoral da Ilha da Reunião, posou nesta quinta-feira (30) para fotos com mala encontrada na Ilha da Reunião (Foto: Linfo.re/Antenne Réunion/AFP)
Após uma parte de um avião ser achada na Ilha Reunião, no Oceano Índico, levantando rumores de que ela possa fazer parte do voo MH370 da Malaysia Airlines que desapareceu em março de 2014, um pedaço de uma mala foi encontrado no mesmo local, segundo a imprensa local.
Johnny Begue, integrante de uma associação de limpeza do litoral da Ilha da Reunião, foi quem encontrou o objeto na manhã desta quinta-feira (30) a cerca de dois metros de onde o destroço de um avião foi encontrado na quarta-feira (29).
“Esse pedaço de mala estava lá desde ontem, mas ninguém tinha prestado verdadeiramente atenção”, afirmou, segundo o jornal francês Le Parisien. Ele posou para fotos com a mala nesta manhã antes da peça ser recolhida por integrantes da Brigada de Transportes Aéreos, que investiga o caso.
"Ainda é possível ver o zíper da mala preso a um pedaço de lona rígida", relatou, acrescentando ser "tudo muito bizarro, isso tem me dado calafrios".
Os investigadores analisavam nesta quinta os destroços, que alimentam a esperança de resolver um dos grandes mistérios da aviação: o desaparecimento do voo MH370.
A descoberta da peça, de dois metros de comprimento e aspecto similar a uma parte da asa de um avião, gerou sentimentos conflitantes entre os parentes das 239 pessoas desaparecidas com o Boeing 777 da Malaysia Airlines que cobria a rota Kuala Lumpur-Pequim em 8 de março de 2014.
"As informações preliminares sugerem que os destroços pertencem muito provavelmente a um Boeing 777, mas temos que verificar se são do voo MH370", escreveu nesta quinta-feira em sua conta do Facebook o primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak.
A rede americana CNN disse nesta quarta-feira (30) que, segundo fonte da emissora, os investigadores da Boeing estão confiantes de que a peça venha de um 777. A emissora chega a afirmar que o número de série do objeto correponde ao de um avião desse tipo, mas não detalha de onde vem essa informação.
As autoridades locais haviam afirmado anteriormente que "nenhuma hipótese é descartada, incluindo" que pertença a um Boeing 777.
O escritório especializado em investigação e acidentes da aviação civil francesa (BEA) "se encarregou de coordenar a investigação francesa e a investigação internacional, realizada principalmente por especialistas malaios e australianos", explicou a prefeitura da ilha de Reunião em um comunicado.
Mala foi encontrada no mesmo local em que destroço de avião foi achado na Ilha de Reunião, em Madagascar (Foto: Linfo.re/Antenne Réunion/AFP)Mala foi encontrada no mesmo local em que destroço de avião foi achado na Ilha de Reunião, em Madagascar (Foto: Linfo.re/Antenne Réunion/AFP)
As buscas realizadas até o momento levaram as autoridades a acreditar que a aeronave caiu no sul do oceano Índico, devido aos sinais do avião detectados por satélite, mas nunca uma prova física havia sido encontrada.
"É manifestadamente um passo muito importante, e se estes destroços procederem efetivamente do MH370, isso permitirá às famílias um desenlace", disse o ministro dos Transportes da Austrália, Warren Truss.
A peça havia sido encontrada na quarta-feira em Saint André de La Reunion, no litoral oriental da ilha francesa, por funcionários de uma associação encarregada da limpeza da margem.
"Começamos a trabalhar às 7h. Por volta das 9h, fizemos uma pausa. Eu aproveitei para ir buscar uma pedra na margem. Naquele momento vi uma coisa incomum na margem", contou Johnny Bègue, que liderava a equipe encarregada da limpeza.
Depois de perceber que se tratava de um pedaço de avião, coberto em grande parte de areia, a equipe o levou à terra firme e posteriormente avisou as forças de ordem.
Perto do local foi encontrado nesta quinta-feira um pedaço de mala marrom, acrescentando um novo ingrediente ao mistério.
Um pedaço de destroços que parece ser parte da asa de um avião é levado por policiais após ser achado na ilha francesa de Reunião, levando a especulações de que seria do voo MH370 da Malaysia Airlines, desaparecido em março de 2014 (Foto: Yannick Pitou/AFP)Um pedaço de destroços que parece ser parte da asa de um avião é levado por policiais após ser achado na ilha francesa de Reunião, levando a especulações de que seria do voo MH370 da Malaysia Airlines, desaparecido em março de 2014 (Foto: Yannick Pitou/AFP)

MODELO É ELEITA A MUSA DO ARAGUAIA 2015 COM 35% DOS VOTOS

A modelo fotográfica Byanka Bonifácio Moura, de 18 anos, foi eleita a Musa do Araguaia 2015, no concurso promovido pela TV Anhanguera. Ela concorreu com outras três candidatas, sendo que todas foram escolhidas em acampamentos em Aruanã, às margens do Rio Araguaia. A escolhida recebeu 35% dos votos em enquete realizada no G1 Goiás, que foi encerrada nesta quinta-feira (30).
Ao receber o título, a musa fez questão de agradecer pelos votos recebidos. "É uma honra", disse.

Durante o concurso, Byanka fez questão de ressaltar sua paixão pelo Rio Araguaia. "Esse amor está no meu sangue, pois minha família gosta tanto de Aruanã que até comprou uma casa lá. Sendo assim, todos os anos fazemos a maior festa. Gosto tanto das belezas naturais da região, do sol, da praia, que nem os mosquitos me incomodam. Eu vivo o Araguaia e ele me faz bem", afirmou a jovem.
Em segundo lugar na disputa ficou a fisioterapeuta Letícia Barbosa Leão, de 27 anos, com 30% dos votos. Logo em seguida, com 19%, ficou a advogada Nathállia Ferreira Carvalho, de 24. Já a modelo e farmacêutica Aline Alves, de 24, teve 16% dos votos.
Byanka tem 1,70 de altura e pesa 57 kg. Mora em Aparecida de Goiânia, mas nasceu na capital (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Byanka tem 1,70 de altura e pesa 57 kg (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Byanka diz que gosta tanto do Rio Araguaia que a família dela até comprou uma casa em Aruanã, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Ela diz que gosta tanto do Araguaia que até comprou casa em Aruanã (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

30 de julho de 2015

PARA ENFRENTAR A CRISE, PREFEITA REDUZ ATÉ 25% SEU SALÁRIO, DO VICE-PREFEITO E DOS SECRETÁRIOS MUNICIPAIS.

A Prefeita Daniele de Abreu Machado, baixou um Decreto Municipal neste dia 23 de julho de 2015, visando a adoção de medidas de redução orçamentária, mediante as dificuldades financeiras que o município atravessa. O Decreto N° 2406001/2015 visa estabelecer o equilíbrio da gestão financeira, devido a crise econômica nacional e a redução de recursos advindos do Governo Federal.  A medida tem como principais metas,  reduzir em 20% as despesas de água e energia elétrica e em 30% as despesas de telefonia fixa.

A partir de agora, a jornada de trabalho de todos os servidores municipais fica reduzida a 6 (seis) horas diárias em todas as repartições municipais, excetuando os órgãos vinculados a Secretaria Municipal de Saúde e aqueles que prestarem serviços de natureza essencial, como o hospital municipal. Após encerramento dos expedientes, todo equipamento que não depender de funcionamento contínuo, devem ser desligados, inclusive disjuntores.

Como outras medidas de redução de custos a vedação da circulação de veículos oficiais sem autorização da autoridade competente, que deve ser comunicado com até 12 horas de antecedência,  exceto transportes escolares e transportes de pacientes.

Também fica vetado adiantamento de salário a funcionários, para pagamento de despesas de pequeno valor, com fundo das secretarias municipais. Contratação de transportes escolares secundários e afastamento de servidores para cursos ou estudos ficam suspensos até dezembro do corrente ano, além de licenças para tratar de interesses particulares que exijam substituição remunerada pelo município, exceto por motivos de saúde,  bem como horas extras. Diárias e passagens só serão liberadas em casos excepcionais.

Ainda estão proibidas até dezembro nomeação de servidores para cargos efetivos ou cargos de confiança e ampliações de carga horária.
Outra determinação contida no Decreto estabelecido pela gestão municipal, é a redução dos vencimentos da prefeita, Vice-Prefeito e secretários municipais em 25%.

A prefeita Daniele Machado disse que espera contar com a compreensão e a colaboração de todos os servidores e população de modo geral. “Quando as despesas da casa da gente estão altas e o momento é de crise, a medida que tomamos é a economia doméstica em tudo que for possível, então, num município, a regra é a mesma. Espero que esse momento de dificuldade se estabilize em todo o território nacional e que a gente aqui em Santana possa passar por essa fase sem entrar em colapso, dentro dos padrões de responsabilidade e entendimento”, finalizou a gestora.

Assessoria de Comunicação - Amaury Alencar  

NOVA PLANTA CARNÍVORA É DESCOBERTA NO BRASIL GRAÇAS A FOTO EM REDE SOCIAL

O pesquisador brasileiro Paulo Gonella segura amostra de planta carnívora em visita a montanhas em Minas Gerais (Foto: Carlos Rohrbacher)
Pesquisadores brasileiros descobriram uma nova espécie de planta carnívora depois que uma foto dela foi publicada no Facebook. Paulo Gonella, que estuda plantas do gênero Drosera em seu doutorado pela Universidade de São Paulo (USP), reconheceu se tratar de uma variedade até então desconhecida da ciência só de olhar a imagem compartilhada na rede social por um amigo seu e que, originalmente, foi postada por um orquidófilo após uma caminhada em montanhas próximas da cidade de Governador Valadares, em Minas Gerais.
“Só de ver a foto, a princípio, já deu pra levantar a suspeita de que era uma nova espécie. Ela parecia muito diferente. Entrei em contato com o fotógrafo e três meses depois estávamos viajando para estudá-la. Chegando lá e vendo ao vivo confirmamos a nossa suspeita”, diz o pesquisador aoG1.
Gonella, que atualmente mora na Alemanha, onde faz seu doutorado sanduíche no Jardim Botânico de Munique, fez a pesquisa em parceria com o também brasileiro Fernando Rivadavia, botânico que mora nos Estado Unidos. O estudo, iniciado em 2013, foi publicado no periódico internacional "Phytotaxa", na última sexta-feira (24), com a ajuda de Andreas Fleischmann, pesquisador do Jardim Botânico de Munique.
A planta carnívora Drosera magnifica captura pequenos insetos em suas folhas (Foto: Paulo Gonella)A planta carnívora Drosera magnifica captura
pequenos insetos em suas folhas
(Foto: Paulo Gonella)
Na pesquisa, o grupo constatou que a planta é a maior do gênero Drosera no continente americano e uma das três maiores do gênero no mundo, conta Gonella. Ela pode atingir comprimento de mais de 1,5 m, com folhas de até 24 cm. Por conta de seu tamanho e da aparência excepcional, a nova espécie foi nomeada Drosera magnifica.
Dieta carnívora
As folhas da planta têm “tentáculos” que soltam gotas de uma substância grudenta capaz de aprisionar pequenos insetos, fonte de sua dieta carnívora. Os “tentáculos”, na realidade glândulas da folhagem, são vermelhos e reluzentes, e seu visual em contraste com o verde é o que atrai os pequenos artrópodes.

Como a maioria das espécies do gênero Drosera, as folhas e os “tentáculos” se movimentam, podendo até dobrar, e aprisionam a presa ao soltar mais da substância colante em gotas que lembram gotículas de orvalho – daí o nome popular “orvalhinha” das plantas do gênero. Os insetos morrem sufocados e são digeridos por enzimas expelidas pela planta. Os animais são fonte de nutrientes como nitrogênio e fósforo.
Glândulas da planta soltam substância grudenta que aprisiona pequenos insetos, que morrem sufocados e são digeridos por enzimas (Foto: Paulo Gonella)Glândulas da planta soltam gotas de substância grudenta que aprisiona pequenos insetos, que morrem sufocados e são digeridos por enzimas (Foto: Paulo Gonella)
De fato, ao chegar na área montanhosa de Minas Gerais os pesquisadores encontraram a Drosera magnifica cobertas com muitos insetos.
Risco de extinção
Os pesquisadores brasileiros voltaram à região em 2014 para ver se a planta estava presente em outras montanhas da região, mas não a encontraram. “Ao que tudo indica ele é endêmica dessa única montanha e ocorre bem no topo”, diz Gonella. O gênero tem cerca de 250 espécies em áreas tropicais de todo o mundo.
Por estar em uma região que já sofreu muito desmatamento, os pesquisadores ressaltam no artigo científico que ela já pode ser considerada ameaçada de extinção, de acordo com os critérios e categorias da lista da vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), tida como referência mundial.
“Nossa expectativa é que [a nova planta] sirva de bandeira para preservar o local em que foi descoberta, que é pouco preservado e uma região promissora para a descoberta de novas espécies”, diz Gonella.
Planta carnívora descoberta em montanha de Minas Gerais foi descrita como uma nova espécie do gênero das 'orvalinhas' (Foto: Paulo Gonella)Planta carnívora descoberta em montanha de Minas Gerais foi descrita como uma nova espécie do gênero das 'orvalinhas' (Foto: Paulo Gonella)

29 de julho de 2015

IDT/CE IRÁ QUALIFICAR JOVENS PARA O MERCADO DE TRABALHO

A secretária de assistência social Maria Valdinete juntamente com o gabinete da primeira dama Aline Teixeira recebeu na prefeitura municipal nesta manhã de quarta-feira 29, o pessoal do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) que proporcionará a dois grupos de jovens qualificação para o mercado de trabalho.

Ouçamos a entrevista.

Mais lidas

Quem sou eu

Minha foto
Radialista e Locutor publicitário
 

©2009/2014 PÉ NO CHÃO INFORMATIVO | by R